Wellington Nogueira propõe ampliar o alcance da alegria no trabalho

Wellington Nogueira Forum

Wellington Nogueira propõe ampliar o alcance da alegria no trabalho

Wellington Nogueira, ator, palhaço, empreendedor social e fundador da ONG Doutores da Alegria, fechou o 3º Fórum Curadoria das Relações Humanas – Educação e o Futuro do Trabalho. Com muito humor, ele apresentou sua nova metodologia, a Play2Flow, que tem o propósito de ampliar o alcance da alegria no trabalho.

Em 2014, Nogueira recebeu do Instituto do Futuro o desafio de pensar o trabalho do futuro, a partir da experiência dos Doutores da Alegria. “Foi quando comecei a juntar os pontos e cheguei ao que hoje chamo de Play2Flow”, afirma.

Ele explicou que “play” é um verbo que pode ser traduzido como brincar, atuar. Mas é um verbo mais complexo, com 11 traduções verbais, 10 substantivos e mais de 25 expressões idiomáticas. Já o termo “trabalho” nasce das palavras de sofrimento e tortura – quem trabalhava não eram os emissários de Deus. “Olhando essas duas palavras, quando penso em futuro, penso em ressignificar nossa relação com o trabalho. Será que podemos substituir tudo que a gente sabe sobre trabalho pelo verbo Play?”, perguntou.

Com todas as mudanças e tudo acontecendo muito rápido no mundo, é normal sentir que se está no meio do caos. E o primeiro pensamento que se tem diante dessa situação se refere à necessidade de organizar o caos. “Outra alternativa é resolver tudo como gente grande: no playground, que é mais legal”, brincou. Ele afirmou que foi no playground que começamos a exercer a capacidade de ser gente. É lá que as pessoas aprendem sobre limite, sobre escorregar, cair, errar e rir disso, sobre correr risco.

Respiração consciente pode trazer respostas

Nogueira fez um exercício mostrando a importância da respiração consciente, arrancando risadas de todos os participantes. Segundo ele, este é um recurso que  pode abrir espaço para respostas e encaminhamentos nesse mundo caótico e de transformações em que vivemos.

“Dentro dos apontamos sobre o futuro do trabalho, se exercitarmos a respiração consciente, daremos um grande passo para começar a operar mudanças que virão a partir da abertura de espaço nas nossas mentes. É preciso ir para o playground e aguçar a curiosidade. E, sim, vamos errar, mas vamos errar nos divertindo. Afinal, somos humanos”, diz.

 

No Comments

Post A Comment